quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

quero assim... sempre!

 
Encontro furtivo
sem tempo a nosso favor
emoções a flor da pele
não conseguimos
sufocar dentro de nós desejos
vontade matar saudade
do cheiro da pele quente
das mãos ansiosa querendo navegar
pelo nosso corpo pedindo
para ser amado
embriagados de desejo
sentindo corpo queimar
nos tocamos em silêncio
sufocando nosso gemidos
com beijos
meu corpo querendo mais
entregar-me sem
pudor é meu homem amado
contigo faço amor
amor de qualquer jeito
sentindo teu sexo latejar
meus lábios acaricia
furtivamente entre tuas roupas
teu sabor
entregues
corpos colados
tuas mãos encontram meu sexo
molhado ardendo
querendo
ter você meu amor
não pensamos em mais nada
entregues ao prazer
sinto jorrar dentro de mim
teu líquido quente
misturando com meu prazer
aperta-me mais ao teu corpo com força
minhas unhas em tuas costas
sinto cravar
bebemos do prazer da paixão meu amor
saciados
olhos nos olhos
um sorriso
desejo de voltar...

Nenhum comentário: