segunda-feira, 17 de agosto de 2009

"Tive um sonho.
Um sonho erótico,
Envolvente,
Quase selvagem,
Apaixonante.
Beijos arrebatadores,
Línguas a se duelarem,
Caricias pelo corpo todo.
Ainda sinto suas mãos quentes a me percorrer,
Sua boca seguindo, impaciente, cada traço...
Pescoço,
Colo,
Mamilos rijos,
Que são sugados,
Mordiscados,
Saciados.
Descida brusca,
Ventre...
Sinto suas mãos entre pernas,
E coxas.
Sinto suas mãos a acariciar meu sexo;
Sexo úmido,
Latente,
Perdido em desejos,
E tesão.
Hum...
Ainda sinto sua boca percorrendo meu sexo,
Sorvendo todo néctar do amor,
Da paixão,
Do desejo carnal.
Você suga,
Morde,
Lambe,
Envolve-me em gozo fenomenal!...
Acordo sobressaltada,
Suada,
Colo e seios arfantes,
Ventre estremecido,
Vulva humedecida.
Estou, agora, deitada em lençóis de seda,
Com corpo sensível,
E mãos solitárias a me saciar!..."

Nenhum comentário: