sexta-feira, 29 de maio de 2009

mas eu...

não estava aguentando mais, sempre notava quando ele estava de pau duro e lembrava de como era bom sentir aquele pau encaixado na minha bundinha.


terça-feira, 26 de maio de 2009

Coloquei-me...




...em posição, a minha verga bem lubrificada, apontei a cabecinha na entrada daquele buraquinho lindo e lentamente fui introduzindo. Ela gemeu um pouco, mas com jeito consegui enfiar ele todo deixando ele um pouco quieto para o cuzinho dela se acostumar. Aí ela começou a rebolar, esfregando sua bunda na minha barriga. Então com as mãos na cintura dela, comecei um vaivém deslizando o cacete naquele buraco quente e apertado. Tirava fora e logo metia todo de uma assentada até o fundo. Estava demais, eu sentia um imenso prazer. Ela com uma mão fazia uma siririca na xoxota, duplicando o prazer e não tardou a gozar, gemendo: -Mmmmmm gostoso demais, vai, não para não, me dá leitinho no cu, enche ele!

Coloquei-me...




...em posição, a minha verga bem lubrificada, apontei a cabecinha na entrada daquele buraquinho lindo e lentamente fui introduzindo. Ela gemeu um pouco, mas com jeito consegui enfiar ele todo deixando ele um pouco quieto para o cuzinho dela se acostumar. Aí ela começou a rebolar, esfregando sua bunda na minha barriga. Então com as mãos na cintura dela, comecei um vaivém deslizando o cacete naquele buraco quente e apertado. Tirava fora e logo metia todo de uma assentada até o fundo. Estava demais, eu sentia um imenso prazer. Ela com uma mão fazia uma siririca na xoxota, duplicando o prazer e não tardou a gozar, gemendo: -Mmmmmm gostoso demais, vai, não para não, me dá leitinho no cu, enche ele!

A porta...










...ainda estava batendo e já estávamos arrancando as roupas do outro, a fome exigindo satisfação. Caímos na cama, nus, e logo começamos um 69. A minha língua se enrolou no clítoris dela, húmido e túrgido, enquanto o meu dedo se enterrava na gruta quente. Ao mesmo tempo sentia a boca dela chupando o meu pau, enquanto a mão punhetava acima e abaixo, acariciando as bolas duras e tesas. Estávamos no ponto certo, o desejo na medida e saltando em cima dela, enterrei o meu caralho todo de uma vez naquela buceta bem lubrificada e comecei a fodê-la com gosto, incentivado pelos gemidos dela: - Vai, meu garanhão, me fode toda, enterre essa verga até os colhões, me enche de leitinho!

...ia acompanhando














...as palavras com as mãos acariciando seu corpo,


uma afagando os bicos dos seios e a outra acariciando o clitoris,


sempre me desafiando com as palavras:


- Gostaria de ter seu pau na minha boca e chupar ele todo, enquanto você chupava a minha racha.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

até já...

em breve voltarei
... com mais tesão

sinto-te em mim

sinto-te em mim