domingo, 1 de março de 2009


"Ser macho,
ser fêmea
Costela,
complemento...
Completar,
alma gêmea...
de um se fez dois...
necessidade de tornar se um
Ha que ligar..
Atar...
Completar...
Em desejo possuída...
possuído...
se joga,
se rasga,
se estraga,
contra os móveis,
sobre as plantas,
escadas,
pias,
banheiras,
entre muros,
se vê fera,
se faz cadela,
se sente puta
desejada,
querida,
comida,
amada,
rasgada,
molhada,
gozada,
morta...
viva...
presente,
ausente...
e morde o presente
e sua serpente,
ferida de gozo em seu desvario
no mais intimo desejo
recanto do seu bem-querer,
no seu coração cigano
perplexo e ávido
que ela desfibra devagar.
Amando...
Vivendo...
Gozando..."
a.d.

4 comentários:

Ali disse...

Que beleza de poema.

é tão instigante quando se tem alguém ao lado.


Besos Edgar.

A Lobba! disse...

Delicia...divinamente delicioso...
lambidas da lobba!

Ali disse...

Hey...tem selinho pra ti no blog!

Fran Melo disse...

Delìcioso!!!
assim como
tudo que vem
de você meu amor.

Beijos molhados