terça-feira, 16 de dezembro de 2008


SERÁ VOCÊ MEU VÍCIO?
Fátima Abreu
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
"Se é um vício, não sei
Só sei que quero você
Em minha vida, todos os dias
Seja na tela
Seja em meus pensamentos
Seja no coração
Seja no pulsar ardente do meu sexo
Que clama por você
Que se instalou rapidamente
Em minha vida
De forma tão diferente...
Ah, você!
Que em versos me conquista
Que em volúpia e desejo
Dilacera meu coração
Pensar que posso te ter
É uma grande esperança
Para mim
Quando nosso amor, finalmente
For realizado
E os desejos aflorados...
Quando meu corpo se abrir
Para receber o teu
Quando teu corpo estremecer
Rente ao meu...
Quando num gozo esperado
Formos um do outro
Completamente...
Sente o pulsar de minhas entranhas
Tesouros que quero partilhar com você
Agora larga tudo, vem me ver..."
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

2 comentários:

Deliciosa disse...

Sexo virtual
(Ivaldo Gomes)




Como que se possível fosse...
Como se possível é
Assim te deixar louca
Rouca de desejos
Beijos.

Se a imaginação não existisse..
O coração não sentiria
O pulso não pulsaria
E os dedos, ávidos de desejos
Delineasse as curvas,
Os gestos, no teclado
Noite a dentro.

Vadios de nós...
Nos lençóis virtuais
Amar o não visto
Dos gemidos dados
Ouvidos ao longe
Oceanos a dentro.

E nós, desse jeito...
Sem jeito algum
Procurando um jeito de
Se conquistar
Conquistar-se.

E nós reinventando a roda.....
Nos beijos, desejos,
Vontades sem fim.
Como que se fosse possível
Matar todas as sedes
Desse nosso sentir.

Sexo Virtual?
Onde?

loba selvagem disse...

Será você meu vício?
humm!delícia!

beijos