sábado, 22 de novembro de 2008


PROCURA DO PRAZER, 19/07/2002, 03:03, PABLO NYKCAHT

"Existem letras que necessitam de melodias.;
existem músicas sem arranjo.;
existem partituras sem notas.;
existem toques sem som.

Se existem tantas coisas sem outras,
existo no seu inexistir.

Procuro o prazer
em letras...
em palavras...
em sons...
em gemidos...
em colos...
em versos...
em camas...
em Usinas...
quando o amor comigo rima.

Procuro o prazer e o calor
versos escritos em nome do amor
atrás de carinho e colo.

Versos sujos que escrevo com esperma,
são cristalinos versos embebidos em líquidos vaginais.
São versos marginas?
São versos escritos no anverso dos seus...

São versos do louco poeta
que te vara em seta...

São versos do insaciável poeta
em curva na sua reta...

São versos tolos de um jovem poeta.

Versos espumejantes
em desejos lactantes
no correr de mãos ímpias
em teclado cúmplice da insanidade longe de terapias...

Versos ejaculados de desejos
versos molhados de beijos..."

7 comentários:

intimidades disse...

pelo menos hoje encontrei-o

Jokas

Paula

intimidades disse...

pelo menos hoje encontrei-o

Jokas

Paula

goooooood girl disse...

your blog is very good......

Moura ao Luar disse...

Versos de desejo

DESIRE disse...

E é tão bom procurá-lo e encontrá-lo!!!
Beijos prometidos

de mulher pra mulher disse...

prazer..tem coisa mais gostosa de sentir...eu já encontrei :)
uma linda noite de paz!!
bjos..em seu coração
.
.
Sandrinha

suavesencantos disse...

palavras excitantes e deliciosas,


bjs.