segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Abro-te as portas do meu ser
Para me possuíres e saciar teu prazer
Meu corpo nu para ti não é mais mistério
Invades minha gruta quente e me completas
Fazendo-me delirar de prazer
Perde-se em meus vales e morros
Deslizas para dentro de minha alma
Delirando de êxtase
Gritas que me ama
Reacendendo a minha chama...
Beijos doce quentes e
molhados meus em ti
meu homem...meu amor.

2 comentários:

loba selvagem disse...

hummm!deliciosoooo!!!
dá-me tudo amor!amo-te!
tesãoooo!tua sempre!

hOt_male disse...

sabor intenso do prazer
em mim...
teu...sempre meu!