terça-feira, 14 de outubro de 2008

IN TOTUM
Anderson Ribeiro

"Sussurrar aliterações em teus ouvidos
Fazer a pele arder em teus sentidos
Misturar o som do gozo com os gemidos
Depois fazer silêncio dos ruídos

Manter a intercecção em nossos corpos
Como que o plural de um só ser
Romper com este silêncio em que dispostos
Para não deixar a noite arrefecer

De sua penumbra cúmplice a sanha
Vertem nossa sentença de alforria
E sem lembrar que a noite traz o dia

Enleva-se essa sede já tamanha
Sorri no seu sorriso de alegria
E nos diz que prematuro amanhecia"

Nenhum comentário: